Unicef confirma resgate de mais crianças sequestradas na Etiópia

13 maio 2016

Foram 146 menores de idade levados de Gambella, a oeste do país; crianças devem estar no Sudão do Sul; 10 foram resgatadas esta semana, num total de 29 crianças recuperadas por meio de negociações.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, confirmou esta sexta-feira que foram resgatadas mais 10 crianças, vítimas de um sequestro ocorrido em abril na Etiópia.

Com a medida, sobre para 29 o número de menores recuperados até o momento, graças a negociações feitas pelos governos etíope e sul-sudanês.

Nutrição

O caso ocorreu na região de Gambella, no oeste da Etiópia, no mês passado. Foram 146 crianças sequestradas e levadas para o Sudão do Sul. O Unicef está a trabalhar com o governo etíope e parceiros para ajudar na recuperação das crianças já libertadas.

As ações incluem procurar as suas famílias, auxiliar na reintegração, prestar apoio psicológico e fornecer serviços de saúde e de nutrição. As crianças soltas no primeiro grupo têm entre apenas quatro meses e nove anos de idade. No segundo grupo, cinco foram identificadas como severamente desnutridas e já estão a receber tratamento.

Gado

Todos os menores receberam vacinas contra o sarampo e a pólio. O Unicef está envolvido nos esforços para que todos os outros menores sejam libertados. O grupo foi sequestrado durante ações de roubo de gado, que estão a tornar-se mais frequentes e fatais, além de causar aumento dos deslocados.

O Unicef acredita que 18 mil pessoas, mais da metade crianças, estão deslocadas devido aos roubos de gado em regiões da Etiópia.

Leia e Oiça:

Ocha destaca perda de até 80% do gado devido à seca na Somália

Unamid deplora morte de civis em tiroteio que envolveu tribos em Darfur

Unicef condena sequestro de crianças na Etiópia 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud