Cerca de mil migrantes são resgatados da costa da Itália

13 maio 2016

Segundo Acnur, pessoas haviam partido do Egito e da Líbia; famílias de refugiados e crianças desacompanhadas estavam nos barcos, a incluir sírios e iraquianos; desde janeiro, mais de 188 mil migrantes chegaram à Europa.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Agência da ONU para Refugiados, Acnur, confirmou esta sexta-feira que mil pessoas foram resgatadas na costa da Itália, que incluem famílias de refugiados e crianças desacompanhadas.

As operações de resgate foram coordenadas pela Frontex, que controla as fronteiras europeias. Numa das operações, foram resgatadas na Sicília quase 500 pessoas que estavam a viajar em dois barcos de pesca.

Sírios

O grupo havia partido dias antes do Egito e segundo a Guarda Costeira Italiana, sírios, iraquianos e migrantes de outras nacionalidades estavam nas embarcações, como somalis e sudaneses.

Além dos barcos que saíram do Egito, acredita-se que as outras embarcações  haviam partido da Líbia. As mil pessoas resgatadas na quinta-feira foram encaminhadas para quatro cidades do sul da Itália: Catania, Palermo, Augusta e Crotone.

Alternativas

Funcionários do Acnur ajudam na assistência aos migrantes. A agência continua a pedir aos países para que criem meios legais de entrada dos refugiados, como programas de admissão humanitária, reunificação familiar ou emissão de vistos de estudante ou de trabalho.

O total de migrantes e de refugiados que chegaram à Europa este ano de barco é de aproximadamente 188 mil. Os dados são da Organização Internacional para Migrações, OIM. A maioria foi para a Grécia, mas Itália, Chipre e Espanha também receberam os grupos.

A OIM destaca que na travessia pelo mar, 1.357 pessoas morreram, um número menor do que o registado entre janeiro e maio de 2015 (1.792 pessoas).

Leia e Oiça:

Angola precisa desenvolver estratégia inclusiva para migrantes

Ban quer adoção de pacto global para resolver crise de refugiados

OIM lembra líderes africanos sobre respeito à liberdade de movimento

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud