Conselho de Segurança renova missão em Abyei por mais seis meses

12 maio 2016

Resolução reitera que as fronteiras entre Sudão e Sudão do Sul não podem ser alteradas à força; decisão sublinha que deve ser facilitado movimento de funcionários das Nações Unidas.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Conselho de Segurança aprovou esta quinta-feira a extensão por seis meses do mandato da Força Interina das Nações Unidas de Segurança para Abyei, Unifsa.

De acordo com a decisão, a operação de paz deve manter o atual contingente de 4,5 mil homens. A área disputada pelo Sudão e o Sudão do Sul é rica em recursos naturais.

Área Militarizada

O Conselho permite que a missão possa enviar mais forças até o limite autorizado de 5,3 mil militares e polícias.

A medida depende do Mecanismo Comum de Verificação e Supervisão Fronteiriço, Jbvmm. O grupo controla a situação da área militarizada da divisão entre os dois países.

Estabilidade

O Conselho lamenta que ainda não tenha havido um encontro do Comité Conjunto de Supervisão. Entretanto, a resolução apoia iniciativas da União Africana e pede ao secretário-geral da ONU que continue a acompanhar o processo.

O documento sublinha que é essencial a cooperação entre os dois governos para a paz, a segurança, a estabilidade e as relações bilaterais.

Fronteiras

O Conselho reitera que as fronteiras entre os dois países não podem ser alteradas à força e as disputas devem ser resolvidas de forma pacífica.

O documento lembra a importância do retorno seguro e digno de deslocados e do respeito de medidas para garantir a segurança em Abyei.

O pedido é que seja facilitada a entrada ao pessoal da ONU no terreno, incluindo funcionários humanitários, ao Sudão, Sudão do Sul e a Abyei tal como prevê o acordo sobre a presença da força internacional.

Leia e Oiça:

Unamid deplora morte de civis em tiroteio que envolveu tribos em Darfur

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud