Situação alimentar no Iêmen à beira de um “desastre humanitário”
BR

12 maio 2016

Segundo a FAO, cerca de 14,4 milhões de pessoas precisam urgentemente de assistência e segurança alimentar; situação afeta mais da metade da população do país.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Cerca de 14,4 milhões de pessoas no Iêmen precisam urgentemente de assistência e segurança alimentar, segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO. A situação afeta mais da metade da população.

A agência alertou que a situação nutricional e de segurança alimentar no Iêmen vai se tornar um desastre a não ser que a FAO tenha recursos para fornecer ajuda oportuna.

Geração de renda

A temporada de plantio de cereais e vegetais ocorre até maio; já a época de pesca começa a partir de junho.

Outra atividade destacada pela agência é vacinação dos rebanhos antes do inverno.

Para a FAO, aumentar a resiliência das famílias a ameaças de segurança alimentar pode contribuir para salvar muitas vidas.

A produção de comida e a geração de renda são especialmente vitais em áreas de difícil acesso onde a assistência é limitada.

Entre os fatores afetando a segurança alimentar no país estão um surto de gafanhotos do deserto e enchentes que ocorreram em abril.

Leia e Ouça:

Mulheres iemenitas firmam apoio ao processo de paz liderado pela ONU

Enviado para o Iémen vê progressos nas conversas de paz

"Humanidade é a única escolha" da comunidade internacional 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud