Moçambique busca combater a submissão das mulheres em zonas rurais

11 maio 2016

Representante do Ministério de Género destaca que problema cultural interfere com a presença das moçambicanas no mercado de trabalho; Angelina Lubrino foi ao Brasil trocar experiências em encontro da ONU Mulheres.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Moçambique participou de um encontro sobre economia, direitos e igualdade de género realizado esta semana pela ONU Mulheres Brasil. Quem viajou até a capital Brasília foi a diretora Nacional de Género do Ministério do Género, Criança e Igualdade.

Angelina Lubrino falou à Rádio ONU sobre a importância da troca da experiências durante a reunião, onde apresentou detalhes sobre mercado de trabalho para as moçambicanas e políticas sociais do país.

Dependência

Segundo a representante do Ministério de Género, a submissão é um problema cultural a ser combatido, principalmente para as mulheres das zonas rurais.

“Acima de 60% das mulheres são analfabetas e elas quando se casam, principalmente nas zonas rurais, dependem dos maridos porque os maridos fazem a atividade de caça ou de pesca, ou alguma outra que ela própria não consegue realizar ou não é permitida pelo homem, porque ela tem de depender totalmente do marido. Mas realizam, em grande parte, atividades agrícolas, como se fossem uma mão de obra para que produzam para o desenvolvimento da casa.”

Comércio

Angelina Lubrino destaca que nas zonas urbanas de Moçambique, a situação é diferente: há mais abertura para as mulheres no mercado de trabalho, sendo que muitas tornaram-se empresárias.

Segundo a diretora, há exemplos de mulheres que trabalham em instituições do Estado ou estão no mercado informal, a vender insumos agrícolas ou produtos que compram em outros países.

O seminário organizado pela ONU Mulheres Brasil decorreu entre os dias 9 e 10 de maio.

Leia e Oiça:

Entrevista: Luiza Carvalho

Encontro no Brasil discute mudanças econômicas e direitos das mulheres

Moçambique anuncia concurso literário para marcar 70 anos do Unicef 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud