Unicef: 25% das crianças em idade escolar vivem em países afetados por crises
BR

4 maio 2016

Isto representa 462 milhões de menores; embaixador da Boa Vontade da agência, o ator Orlando Bloom, viajou ao leste da Ucrânia; objetivo é chamar atenção para a crise global de educação enfrentada por essas crianças.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Um novo relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, e parceiros revelou que quase um quarto das crianças em idade escolar no mundo vive em países afetados por emergências humanitárias. Isto representa 462 milhões de menores.

O documento, que foi escrito pelo Instistuto para Desenvolvimento Internacional, foi divulgado no momento em que o embaixador da Boa Vontade da agência, o ator Orlando Bloom, viajou ao leste da Ucrânia. O objetivo é chamar atenção para a crise global de educação enfrentada por essas crianças.

Educação Imediata

O relatório chamado “Proposta Educação Não Pode Esperar”, mostrou que quase uma em cada seis crianças entre três e 18 anos que vive em países afetados por crises precisa de apoio urgente para educação. Isto representa 75 milhões de menores.

No entanto, o Unicef afirmou que, em média, apenas 2% dos apelos humanitários globais são dedicados à educação.

Prioridade

A chefe para Educação Global da agência da ONU, Josephine Bourne, destacou que em emergências, a atividade mantém as crianças protegidas de abusos como tráfico e recrutamento para grupos armados e é um investimento “vital” para o futuro dos menores e suas comunidades.

Para Bourne, é hora da comunidade internacional “priorizar a educação como uma parte essencial da resposta humanitária básica, junto com água, comida e abrigo”.

Conferência Humanitária Mundial

O Unicef divulgou as novas estatísticas antes da primeira Conferência Humanitária Mundial, que será realizada em Istambul, na Turquia, entre 23 e 24 de maio.

No evento, um novo fundo será lançado para dar acesso ao aprendizado aos menores que precisam em situações de emergência.

A iniciativa busca levantar quase US$ 4 bilhões, o equivalente a cerca de R$ 14 bilhões, para chegar a 13,6 milhões de crianças em emergência num prazo de cinco anos. A agência pretende alcançar 75 milhões de menores até 2030.

Orlando Bloom

No leste da Ucrânia, Orlando Bloom visitou salas de aula atingidas por bombas a apenas três quilômetros da linha do conflito que teve início há mais de dois anos. O ator também se encontrou com crianças que estão recebendo apoio de psicólogos apoiados pelo Unicef.

Aproximadamente 580 mil menores estão precisando de ajuda urgentemente e mais de 230 mil foram forçados a fugir de suas casas.

Ucrânia

Segundo a agência da ONU, uma em cada cinco escolas e creches na região foi danificada ou destruída, e cerca de 300 mil crianças precisam de assistência imediata para continuar seus estudos.

Para Orlando Bloom, a educação está ajudando os menores no leste da Ucrânia a reconstruírem suas vidas em um ambiente seguro e de apoio. O embaixador da Boa Vontade do Unicef ressaltou que “todas as crianças em emergências humanitárias mercerem uma chance justa de um futuro brilhante”.

Até o momento, a agência da ONU já apoiou a reforma de 57 escolas no leste da Ucrânia e forneceu apoio psicológico e material escolar, incluindo livros, mesas e lápis, para centenas de milhares de crianças.

Minas Terrestres

O Unicef também já chegou a quase 280 mil crianças com informações sobre os riscos representados por minas terrestres e explosivos não detonados.

A representante da agência na Ucrânia, Giovanna Barberis, alertou que para muitos menores, o simples fato de andar para a escola pode acabar com sua vida ou causar ferimentos graves.

Ela destacou que desde o início da crise, mais de 55 mil minas, bombas e outros explosivos não detonados foram descobertos e removidos, mas alertou que esta é apenas a “ponta do iceberg”.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud