Decano do maior jornal de Moçambique aborda liberdade de imprensa

3 maio 2016

O mundo comemora Dia da Liberdade de Imprensa este 3 de maio; profissional de escrita da mais antiga publicação diária no país afirma que análise da data deve tomar em consideração os setores público e privado.

Ouri Pota, da Rádio ONU em Maputo.

Hoje 3 de maio, comemora-se o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa sobre o lema “Acesso à informação e às liberdades fundamentais – este é um direito seu!"

Para as Nações Unidas, receber e divulgar informações são pilares da democracia, da boa governação e do Estado de direito.

Leis Progressistas

A Rádio ONU em Maputo conversou com o sociólogo e jornalista do mais antigo jornal de Moçambique. Em 2016, o Notícias completou 90 anos.

Rogério Sitoe afirmou que apesar de Moçambique ser um país com as leis progressistas do ponto de vista legal, deve ser analisada a liberdade de imprensa pela comunicação social pública e pelo setor privado.

Sustentabilidade

“Na comunicação do setor público, ainda há uma certa apetência de interferência editorial vinda de fora. Esta interferência é tendencialmente política. Se esta interferência ainda não é dramática, é uma interferência que exige que a família da comunicação social continue a fazer um debate sobre ela, porque ela acaba afetando a qualidade dos órgãos de comunicação pública”.

Sitoe citou os perigos da interferência na comunicação do setor privado. O “Índice de Sustentabilidade da Mídia 2014" indica que Moçambique teve um índice positivo, subiu de 2 para 2.23.

Exercício Profissional

“À medida que o setor privado económico se desenvolve, à medida que o crime organizado se desenvolve, quer franjas do setor económico, quer franjas do crime organizado, tendencialmente buscam capturar os órgãos de comunicação privado. Então, o que nos temos que fazer é dizer assim, a comunicação social tem que unir-se e debater esses problemas frontalmente, porque vão afetar naturalmente o exercício profissional dos órgãos de comunicação social”.

O índice é reflexo de aspetos positivos nos cinco objetivos avaliação: liberdade de expressão, jornalismo, pluralidade de notícias, gestão de negócios e instituições de apoio.

O Dia Mundial da Liberdade de Imprensa destaca a importância de promover os meios de comunicação independentes, livres e pluralistas para a proteção e promoção desses direitos. A data é comemorada desde 1993.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud