Casa Branca é palco de concerto do Dia Internacional do Jazz este sábado
BR

30 abril 2016

Eventos devem acontecer em mais de 190 países; Brasil com mais de 29 ações para marcar a data; celebrações também ocorrem em Portugal, Angola, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Casa Branca será palco do concerto principal do Dia Internacional do Jazz, neste sábado, 30 de abril.

Na residência oficial, o presidente americano Barack Obama e a primeira-dama Michelle Obama serão os anfitriões de dezenas de artistas mundiais*  que atuam no Concerto Global de Estrelas.

Transmissão

O evento marca o 5º aniversário da celebração e pretende homenagear a chamada "forma de arte verdadeiramente americana". A transmissão será feita ao vivo, online em vários sites, incluindo www.jazzday.com e www.unesco.org/jazzday.

Nos países lusófonos, o Brasil destaca-se com o maior número de apresentações para celebrar a data, ao realizar 29 eventos. Segue-se Portugal com 17 espetáculos.

Nas suas capitais, Angola realiza o concerto Jazz no Calor da Noite, enquanto Moçambique terá a performance do grupo Mozz Jazz. Em São Tomé e Príncipe, a festa será na praia do Inhame. Timor-Leste celebra o estilo com artistas, estudantes e a declamação de poemas em Dili.

Apresentações Dedicadas

Mais de 190 países terão apresentações dedicadas ao dia, que é reconhecido nos calendários oficiais Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, e pela ONU.

A diretora geral da Unesco considera o jazz mais do que música. Para Irina Bokova, o som é uma "mensagem universal de paz, que harmoniza ritmo e significado, carrega grandes valores para cada mulher e homem, proporciona oportunidades únicas para a compreensão mútua através da escuta, toque e improviso".

Os milhares de eventos gratuitos na capital americana preveem juntar pessoas de várias idades em bairros e ruas destacando o estilo musical, aulas de mestres, workshops de improvisação, mesas-redondas, programas de educação e jam sessions.

Também terão lugar ações de sensibilização em escolas, embaixadas, centros de artes, hospitais, museus, agências de serviços sociais, clubes de jazz, centros de idosos, estações de metro, centros de recreação e parques de Washington.

Todos os anos, os 50 estados dos EUA marcam o Dia Internacional Jazz com performances ao vivo, atividades educacionais e programas ao serviço da comunidade.

*No palco da Casa Branca está confirmado o desfile de Joey Alexander, Terence Blanchard, Kris Bowers, Dee Dee Bridgewater, Till Brönner, Terri Lyne Carrington, Chick Corea, Jamie Cullum, Kurt Elling, Aretha Franklin, Robert Glasper, Buddy Guy, Herbie Hancock, Jimmy Heath, Dave Holland, Zakir Hussain, Al Jarreau, Diana Krall, Lionel Loueke, Hugh Masekela, Christian McBride, John McLaughlin, Pat Metheny, Marcus Miller, James Morrison, Danilo Pérez, Rebirth Brass Band, Dianne Reeves, Lee Ritenour, Wayne Shorter, Esperanza Spalding, Sting, Trombone Shorty, Chucho Valdés e Ben Williams.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud