Ban espera que crise política no Brasil seja resolvida o mais rápido possível
BR

29 abril 2016

Secretário-geral fez a declaração a jornalistas em Genebra, logo depois de cerimônia para recebimento da chama olímpica para os Jogos no Rio de Janeiro; ele disse que solução deve seguir procedimentos constitucionais e democráticos.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, espera que a crise política no Brasil seja resolvida o mais rápido possível e de acordo com os procedimentos constitucionais e democráticos do governo brasileiro.

Ban fez a declaração a jornalistas depois de cerimônia para receber a “chama Olímpica” na sede da organização em Genebra.

Situação Doméstica

Ao falar sobre o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, disse que “é uma situação puramente doméstica”, mas deixou claro que está seguindo de perto o que está acontecendo no país.

Ban declarou que como secretário-geral da ONU “espera sinceramente que ocorra um processo transparente e de acordo com todos os procedimentos democráticos e constitucionais”.

O chefe da ONU disse ainda que é isso “o que ele pede e espera das instituições relevantes do Brasil pelos próximos meses”.

Ban Ki-moon falou também que ficou “encorajado ao ver a presidente Dilma Rousseff participando da cerimônia de assinatura do Acordo de Paris sobre o Clima”, em Nova York, na sexta-feira passada.

Sem dar detalhes, o chefe da ONU declarou que durante o evento, os dois tiveram tempo para manter uma rápida conversa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud