Entrevista: o papel de Angola na "resolução histórica" para consolidar a paz

27 abril 2016

A Assembleia Geral das Nações Unidas e o Conselho de Segurança aprovaram em simultâneo, esta quarta-feira, resoluções consideradas "históricas" sobre a consolidação da paz.

O embaixador de Angola junto à ONU, Ismael Martins, detalha o percurso no qual o seu país e a Austrália estiveram à frente das negociações para que fossem adotados os documentos que estendem o conceito da consolidação da paz.

De acordo com as resoluções, a "paz sustentável" envolve "atividades para prevenir a eclosão, a escalada, a continuação e a reincidência de conflitos".

Estas ações devem fluir através dos três pilares do envolvimento das Nações Unidas em todas as fases de conflito: paz e segurança, desenvolvimento e direitos humanos.

As resoluções preveem que um protagonismo nacional inclusivo para consolidar a paz, cuja base não "deve ser somente a visão das elites ou das autoridades do país sem refletir a preocupação da sociedade em geral".

Acompanhe a conversa com Eleutério Guevane, que teve lugar em Nova Iorque.

Duração: 05'49"

Leia e Oiça:

ONU aprova resoluções conjuntas sobre a "consolidação da paz"

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud