Entenda a importância da cerimônia de assinatura do Acordo de Paris
BR

21 abril 2016

Documento poderá ser assinado até abril de 2017, porém mais de 160 países confirmaram que participam do evento de 22 de abril na sede da ONU; Brasil, China e Estados Unidos entre os que assinam o acordo logo no primeiro dia.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Após anos de negociações, em dezembro do ano passado os líderes mundiais adotaram, na capital francesa, o texto do Acordo de Paris. O documento indica medidas de combate à mudança climática, incluindo o compromisso das nações reduzirem as emissões de gases de efeito estufa e assim, evitar que a temperatura média global suba mais do que 2º Celsius.

Mas para entrar em vigor, primeiro o acordo precisa ser firmado. O documento estará aberto para assinaturas, durante o prazo de um ano, a partir de 22 de abril, quando é celebrado o Dia da Terra, até abril de 2017.

Líderes

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, decidiu convidar os líderes mundiais para uma cerimônia oficial na sexta-feira, na sede em Nova York. E o resultado surpreendeu até mesmo a organização: 162 países já confirmaram que irão assinar o Acordo de Paris logo no primeiro dia.

A vice-diretora da agência da ONU para Agricultura e Alimentação, FAO, explicou, em entrevista à Rádio ONU, porque o acordo é tão importante. Em Nova York, Maria Helena Semedo diz que a atitude dará frutos a longo prazo.

Empenho

“Isso vai permitir que nós possamos viver num planeta em que todos possam ter uma vida digna e possamos proteger o nosso ambiente. Para nós, FAO, é muito importante. A agricultura não está no acordo, mas faz-se referência à segurança alimentar. Daí a presença da FAO e nós saudamos a assinatura desse acordo. Sobretudo porquê vai haver um número muito grande de chefes de Estado que vão aqui estar, mostrando que há um empenho em realmente reduzir a contribuição para o aquecimento global do planeta.”

Depois da assinatura, o documento será enviado para os Congressos e Parlamentos dos Estados-membros. O acordo só entrará em vigor 30 dias após ser ratificado por, pelo menos, 55 países, que juntos, emitem 55% das emissões globais de gases.

China e Estados Unidos, entre os maiores emissores do mundo, confirmaram que participam da cerimônia de 22 de abril. A presidente do Brasil, Dilma Rousseff, também estará presente.

A sessão de assinaturas será na Assembleia Geral, mas vários eventos paralelos ocorrerão ao longo do dia, focando no financiamento das ações em prol do clima e no desenvolvimento sustentável.

Leia e Ouça:

São Tomé e Príncipe aposta em avançar com assinatura do Acordo de Paris

Na ONU, África defende industrialização ecológica e sustentável

Mais de 130 países confirmam assinatura do Acordo de Paris

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud