500 migrantes podem ter morrido em acidente de barco no Mediterrâneo
BR

20 abril 2016
Número ainda está sendo confirmado, mas Acnur já fala em uma das piores tragédias envolvendo refugiados e migrantes; embarcação afundou entre Líbia e Itália; 41 sobreviventes resgatados são africanos.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Funcionários da Agência da ONU para Refugiados, Acnur, entrevistaram sobreviventes do que poderá ter sido uma das piores tragédias no mar Mediterrâneo.

Se os números forem confirmados, 500 pessoas podem ter morrido quando um grande barco naufragou no sábado entre a Líbia e a Itália. Foram 41 sobreviventes resgatados por um navio comercial. Os 37 homens, as três mulheres e uma criança foram levados à Grécia.

Trajeto

A maioria dos resgatados é da Somália. Etíopes, egípcios e um sudanês também estão no grupo. Os sobreviventes contaram à equipe do Acnur que entre 100 e 200 pessoas saíram da Líbia na semana passada, em um barco de 30 metros de comprimento.

Após navegarem por várias horas, os traficantes tentaram transferir os migrantes para um navio maior, superlotado, que já levava centenas de pessoas. Durante a transferência, o navio virou e afundou.

Alternativas

Os 41 sobreviventes ficaram à deriva no mar provavelmente por três dias até serem vistos e resgatados no sábado. A equipe do Acnur os visitou em Kalamata, na Grécia, para colher informações sobre o acidente.

A agência continua defendendo canais legais de entrada de refugiados em países da Europa, como programa de admissão humanitária, reunificação de famílias e emissão de vistos de estudante ou de trabalho.

Leia e Ouça:

Países vizinhos relatam aumento do fluxo de refugiados do Sudão do Sul

Crianças afegãs estão cada vez mais em risco de não ter saúde e educação

ONU saúda papa Francisco por oferecer um lar a três famílias sírias

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud