Moçambique terá Centro Virtual de Resposta à Seca

19 abril 2016

Instituto Nacional de Gestão de Calamidades, Ingc, dirige a iniciativa com vista a dar assistência às vitimas; local vai servir para troca de informações entre parceiros e governo.

Ouri Pota, da Rádio ONU em Maputo.

Moçambique terá um Centro Virtual de Resposta à Seca. O Instituto Nacional de Gestão de Calamidades, Ingc, dirige a iniciativa com vista a dar assistência às vitimas do fenómeno climático.

Falando a jornalistas em Maputo, o diretor-geral do Ingc, João Machatine, disse que a inovação consiste na criação de uma página na internet a ser instalada no Centro Operativo de Emergência, Cenoe.

Informação Regular

A ideia é atualizar a informação regularmente para que cada visitante possa ter dados sobre a situação da seca a nível central, provincial e até distrital.

A criação da plataforma visa tornar o processo transparente para a sociedade e parceiros.

Pessoas Afetadas

O arranque das atividades do centro deve iniciar a partir da próxima semana.

Os visitantes da página terão acesso a informação sobre o número de pessoas afetadas pelas calamidades, incluindo residências, instituições e produção agrícola.

Haverá também informação sobre recursos existentes ou por mobilizar e as necessidades das populações atingidas.

Segundo uma nota do Ingc, o centro virtual vai servir como um espaço onde parceiros e o governo possam trocar informações de forma a coordenar as ações conjuntas de assistência às vítimas das calamidades.

Devido à seca, o Fundo de Resposta de Emergência das Nações Unidas, Cerf, doou recentemente cerca de US$ 5 milhões para assistência imediata com alimentos, nutrição, água e saneamento, e apoio à agricultura e pecuária em Moçambique.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud