Há mais nigerianos a atravessar o Mediterrâneo para chegar à Europa

15 abril 2016

OIM revelou que cidadãos da Nigéria são a maioria dos refugiados e migrantes que seguem do norte de África para a Itália; Grécia foi destino de menos de 5% das pessoas registadas nos últimos dias.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Cerca de 6 mil pessoas cruzaram a rota do mar Mediterrâneo nos últimos três dias, anunciou esta sexta-feira a Organização Internacional para Migrações, OIM.

A maioria dos migrantes e refugiados seguiu do norte de África para a ilha italiana da Sicília. Menos de 300 pessoas chegaram à Grécia.

Sírios e Nigerianos

De acordo com a agência, esse fato "não indica necessariamente uma transferência do movimento de sírios da Turquia para o norte de África".

Grande parte dos migrantes e refugiados a caminho da Itália a partir do norte da África são da Nigéria. Sem revelar o número de envolvidos nas viagens, a OIM destacou que há que considerar o impacto dos 2,4 milhões de deslocados internos no país africano.

De acordo com a agência parceira da ONU, abril é o primeiro mês em quase dois anos a registar uma taxa de mortalidade menor do que o mesmo período nos doze meses anteriores. Desde o início de 2016, a rota registou 1687 mortos.

Menos Mortos

A OIM revelou que o número de óbitos ocorridos desde janeiro é cerca de mil mortos a menos do que no mesmo período de 2015. Abril do ano passado foi o mês com mais mortes que há registo no trajeto.

A previsão é que as chegadas à Itália ultrapassem 100 mil em 2016, se for mantido o atual ritmo de chegadas na primavera e no verão. Essa marca poderá ser "superada pelo terceiro ano consecutivo".

Egito e Líbia

A agência revelou que apesar de mais de 40 mil sírios terem feito a viagem pelo Mediterrâneo em 2014, passando pelo Egito e pela Líbia, não há provas de que isso esteja a ocorrer novamente.

A agência destaca não haver evidências sobre ações coordenadas entre traficantes da Turquia e da Líbia envolvendo viajantes sírios.

Leia Mais:

Mais de 173 mil migrantes chegaram à Europa pelo Mediterrâneo em 2016

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud