Unicef e PMA atuam para travar aumento da insegurança alimentar na Somália

11 abril 2016

Agências receiam que 1,3 milhão de pessoas sejam afetadas por crise mais grave; cerca de 50 mil famílias devem ter acesso à água potável na região; PMA entrega ajuda alimentar e apoio nutricional a 147 mil pessoas vulneráveis.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, e o Programa Mundial de Alimentação, PMA, anunciaram mais esforços para apoiar comunidades somalis afetadas pela seca agravada pelo fenómeno climático El Niño.

As duas agências oferecem um pacote integrado de assistência humanitária essencial para travar o aumento da insegurança alimentar e da desnutrição nas áreas semi-autómas da Somalilândia e da Puntlândia, a norte.

Crise

Mais de 385 mil pessoas carecem de apoio imediato e cerca de 1,3 milhão pode ser afetada devido a uma crise mais profunda, que pode ocorrer se as chuvas continuarem a falhar e o auxílio chegar tarde.

O pacote de ajuda inclui assistência alimentar, programas de nutrição e serviços de saúde. A assistência inclui ainda meios de auxílio às comunidades para o acesso à água segura e a melhoria das condições de higiene e saneamento.

O Unicef sublinha que está a reforçar os serviços comunitários com equipas conjuntas de saúde e de nutrição. A meta é chegar aos grupos de pastores de gado e a outras pessoas de difícil alcance.

Acesso

As crianças desnutridas devem ter cuidados de saúde primários, que incluem uma campanha de vacinação de emergência. Cerca de 50 mil famílias poderão ter acesso à água potável nas áreas afetadas, onde também são instalados furos.

O PMA entregou ajuda alimentar e apoio nutricional a 147 mil pessoas vulneráveis nas áreas mais afetadas pela seca. A agência fornece alimentos e assistência em dinheiro às famílias durante a estação seca.

No plano conjunto, as agências atuam na oferta de nutrição especializada para prevenir e tratar a desnutrição em mulheres grávidas, lactantes e crianças pequenas.

*Apresentação: Denise Costa.

Leia e Oiça :

Assembleia Geral da ONU proclama Década de Ação para Nutrição

Mais de 1,3 milhão de somalis em risco de enfrentar insegurança alimentar 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud