Moçambique divulga estratégia nacional de combate a casamentos prematuros

11 abril 2016

Evento decorre esta segunda-feira em Maputo; agências das Nações Unidas estarão presentes; segundo dados do Inquérito Demográfico de Saúde, IDS, índice da prática no país é o décimo maior do mundo.

Ouri Pota, da Rádio ONU em Maputo.*

A Estratégia Nacional de Prevenção e Combate aos Casamentos Prematuros em Moçambique será divulgada em Maputo, esta segunda-feira.

Representantes do Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, do Fundo das Nações Unidas para a População, Unfpa, e do Escritório da Coordenadora Residente da ONU no país participam do evento.

Ambiente de Protecção

Em nota conjunta, o Unicef e o Unfpa defendem que a estratégia apresenta uma abordagem holística da criança e dos seus direitos, com vista à criação de um ambiente de protecção mais favorável ao desenvolvimento integral dos menores.

O documento destaca, entre outros pontos, o papel da família e da comunidade, a participação da criança, o diálogo e a integração da perspectiva de género.

Alto Índice

Dados do Inquérito Demográfico de Saúde, IDS, mostram que Moçambique tem o décimo maior índice de casamentos prematuros no mundo.

Cerca de 14% das mulheres entre 20 e 24 anos casaram antes dos 15 anos de idade e 48% antes dos 18 anos.

Segundo o Unicef e o Unfpa, o casamento prematuro é considerado um dos problemas mais graves de desenvolvimento humano em Moçambique.

*Apresentação: Denise Costa.

Leia e Ouça:

Unicef intensifica combate ao casamento precoce em Moçambique

Centenas de eventos na ONU discutem como dar mais poder à mulher

Meninas abordam educação e violência em evento anual feminino na ONU

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud