Conselho de Segurança renova regime de sanções sobre Sudão do Sul

7 abril 2016

Órgão quer informe sobre medidas de segurança em Juba até fim de abril; avaliação deve incluir questão do retorno de forças da oposição a Juba, que antecede regresso do líder da oposição.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O Conselho de Segurança autorizou esta quinta-feira a renovação do regime de sanções sobre o Sudão do Sul e do grupo de especialistas sobre o tema, por sete semanas, até 1 de junho.

Uma resolução sobre o assunto foi aprovada por unanimidade. Um comunicado presidencial do Conselho expressa a intenção de avaliar progressos sobre as medidas tomadas pelas partes até o fim deste mês.

Retorno

Entre as ações a serem analisadas está a execução das medidas de segurança na capital sul-sudanesa Juba, que incluem o retorno de alguns membros do Exército de Libertação do Povo do Sudão, Spla, na oposição.

A resolução sobre as sanções no Sudão do Sul segue-se a uma decisão de 2 de março que estendeu o regime de sanções até 15 de abril.

O Conselho saúda alguns progressos alcançados pelas partes do conflito em torno de várias medidas, mas exorta-as a concluir as etapas.

Formação do Governo

No fim de março, os 15 Estados-membros acompanharam um informe do secretário-geral dando conta da chegada de uma parte dos 1.370 homens do Spla na Oposição à capital sul-sudanesa.

O desembarque do grupo é visto como um passo para o retorno do líder da oposição, Riek Machar, que pode culminar com a formação do governo de unidade nacional.

*Apresentação: Denise Costa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud