FMI confirma pedido de apoio feito por Angola

7 abril 2016

Valor do programa do país não foi divulgado;  acertos podem rer feitos em Washington e em território angolano; instituição destaca desafios com a queda acentuada dos preços do petróleo.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Fundo Monetário Internacional, FMI, anunciou ter recebido um pedido formal das autoridades angolanas para o início de discussões sobre um programa económico que poderia ter apoio financeiro do órgão.

Em nota emitida esta quarta-feira o vice-diretor-geral do FMI, Min Zhu, destaca expectativas do início de discussões com as autoridades do país durante as próximas reuniões da primavera do órgão em Washington e em Angola.

Desafio

Segundo o FMI, o declínio acentuado dos preços do petróleo, desde meados de 2014, representa um grande desafio para os países exportadores, especialmente para economias que ainda precisam de se tornar mais diversificadadas.

O órgão disse estar pronto para ajudar Angola a enfrentar os desafios económicos atuais através do apoio a um pacote de políticas abrangentes. A meta é acelerar a diversificação da economia, salvaguardando a estabilidade macroeconómica e financeira.

Pouco depois do encontro com autoridades de Luanda, o órgão refere que um programa económico, de valor que não é especificado, poderia ser apoiado num período de três anos pelo seu Mecanismo de Financiamento Ampliado.

Leia Mais:

Entrevista: resposta “está a funcionar” para conter febre-amarela em Angola

OMS e parceiros precisam de US$ 2,2 bilhões para emergências de saúde

Em Luanda, chefe da OMS fala de medidas para controlar febre-amarela 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud