Avanços na educação e saúde na RD Congo financiados com US$ 30 milhões

30 março 2016

Banco Mundial quer ajudar a cobrir lacunas nos dois setores; órgão indica que conflito e instabilidade enfraqueceram gravemente o desenvolvimento humano.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O Banco Mundial disponibilizou  US$ 30 milhões para um projeto que pretende reforçar os sistemas de desenvolvimento humano na República Democrática do Congo, RD Congo.

O valor deve apoiar ações para fazer chegar serviços de educação e saúde a mais áreas e pessoas no território congolês. A outra meta é ajudar a cobrir o défice de financiamento em ambos os setores.

Território Congolês

O valor vai ser acrescentado aos US$ 10 milhões de Mecanismo de Financiamento Global, GFF, e mais de US$ 1 milhão já disponibilizado pelo Governo do Japão.

De acordo com o Banco Mundial, as décadas de conflito e de instabilidade na RD Congo enfraqueceram de forma severa o desenvolvimento.

Malnutrição Crónica

O país ocupa o lugar 176 no Índice de Desenvolvimento Humano, que em 2015 classificou 188 países. Mas a malnutrição crónica está em torno de 43% e a taxa de fertilidade, agora em 6,6 filhos por mulher, continua a aumentar.

O acesso ao ensino primário melhorou significativamente, mas o número de crianças fora da escola continua alto e a qualidade da educação é considerada um desafio.

O Banco Mundial considera que estes indicadores apontam para a necessidade urgente de fortalecer os sistemas e de garantir a prestação de serviços de boa qualidade para o desenvolvimento humano.

*Apresentação: Michelle Alves de Lima.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud