Na Tunísia, chefe da ONU destaca jovens e criação de empregos decentes
BR

29 março 2016

Secretário-geral das Nações Unidas participou na capital Tunis da Conferência Nacional sobre Emprego; Ban Ki-mon afirmou que “criação de empregos decentes através do desenvolvimento sustentável é uma prioridade da ONU”.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU declarou nesta terça-feira: “a criação de empregos decentes através do desenvolvimento sustentável é uma prioridade das Nações Unidas”.

Na Tunísia, onde participa da Conferência Nacional sobre Emprego do país, Ban Ki-moon destacou o Objetivo 8 da Agenda adotada por todos os Estados-membros da ONU no passado e que traça um curso para “acabar com a pobreza e construir prosperidade econômica em um planeta limpo até 2030.

Desenvolvimento Sustentável

O Objetivo 8 desta agenda destaca a importância do emprego e do trabalho decente na promoção do crescimento e conquista de outros objetivos sociais e ambientais.

Ban mencionou que metade da população do mundo tem menos de 25 anos e o emprego para jovens será vital para que se possa colher frutos do desenvolvimento sustentável.

Jovens

O secretário-geral ressaltou que a ONU tem um plano de ação para jovens destacando a Iniciativa Global sobre Empregos Decentes para Jovens, lançada no mês passado.

Para o chefe da ONU, “os jovens, homens e mulheres, que são excluídos de um trabalho decente, se encontram em grande dificuldade, alienados e desorientados, a tal ponto que podem se tornar sensíveis a discursos extremistas”.

Ban mencionou que atualmente, cerca de 200 milhões de pessoas estão desempregadas no mundo, sem contar muitos trabalhadores que ocupam postos temporários, precários e mal pagos.

O chefe da ONU alertou que os jovens são tocados de forma desproporcional, particularmente nos países em desenvolvimento.

Tunísia

Na Tunísia, onde fez o discurso, ele mencionou que agências das Nações Unidas criaram um conselho consultivo para tornar os programas da organização mais adequados para as necessidades e prioridades dos jovens.

Na capital Tunis, Ban citou que em 30%, a taxa de desemprego entre jovens no norte da África permanece a mais alta do mundo e alertou: quase 200 mil jovens tunisianos estão sem emprego.

O secretário-geral mencionou áreas em particular onde vê oportunidades para apoio internacional ao país, citando políticas voltadas a ajudar jovens a construírem suas carreiras, investimentos em novos negócios, aumento da participação das mulheres na força de trabalho e programas ativos para o mercado de trabalho, voltados principalmente para jovens recém-formados.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud