Reassentamento deverá ser necessário para 1 entre 10 refugiados sírios
BR

29 março 2016

Acnur promove conferência sobre alternativas para a situação de 13,5 milhões de desalojados na Síria e quase 5 milhões de refugiados; agência defende emissão de vistos, reunificação das famílias e bolsas de estudos.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.*

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, defende alternativas para a situação dos sírios que estão deslocados no país ou vivendo como refugiados em nações vizinhas.

Na quarta-feira, a agência promove em Genebra uma conferência de alto nível sobre o assunto, contando inclusive com a participação do secretário-geral Ban Ki-moon.

Alternativas

Atualmente, 13,5 milhões de pessoas na Síria estão desalojadas e 4,8 milhões de sírios vivem como refugiados no Oriente Médio. Quase 10% desses refugiados precisam de uma alternativa de moradia e até 2018, o Acnur calcula que seja necessário criar 450 mil lugares para abrigar esses sírios.

A agência da ONU defende a necessidade de serem ampliados programas de reassentamento e outras formas de admissão “humanitárias”, envolvendo países que ainda não participam de iniciativas do tipo.

Opções

Segundo a agência, o reassentamento não é a única opção para os sírios e indica alternativas: transferências humanitárias de refugiados, emissão de vistos, patrocínios privados, evacuação médica, reunificação com as famílias, bolsas de estudo e oportunidades de estágio.

Na conferência, o Acnur mostrará novas parcerias e casos de sucesso, uma oportunidade para os governos encontrarem soluções para os refugiados sírios. Participam representantes de 92 países, de 14 agências da ONU e de 24 ONGs.

*Apresentação: Michelle Alves de Lima.

Leia Mais:

Unesco deve mandar equipe de especialistas para restaurar Palmira

ONU focada em ajudar Tunísia a combater o extremismo violento

Ban visita acampamento com mais de 75 mil refugiados sírios na Jordânia 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud