ONU apaga as luzes para marcar "Hora do Planeta"
BR

19 março 2016

Secretário-geral afirmou que a sede das Nações Unidas ficou completamente às escuras por uma hora neste sábado à noite; evento organizado pelo WWF chamou atenção para soluções para proteger o planeta.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que a sede da organização em Nova York ficou às escuras por uma hora neste sábado à noite para marcar a "Hora do Planeta".

O evento organizado pelo Fundo Mundial para a Natureza, WWF, chama a atenção para as soluções para proteger o planeta e criar um futuro sustentável.

COP21

Em mensagem de vídeo, Ban disse que este ano, a " Hora do Planeta " acontece num momento crítico. O chefe da ONU lembrou que em dezembro, todos os governos do mundo se uníram para adotar o Acordo de Paris, na COP21, sobre mudança climática.

Segundo ele, esse é um momento histórico, mas somente se todos cumprirem as promessas feitas.

Ban declarou que além da sede das Nações Unidas, várias outras instalações da ONU espalhadas pelo mundo também participaram do evento que começou às 8:30 da noite, horário de Nova York, 9:30 da noite em Brasília.

Brasil

No Brasil, segundo o WWF, 140 cidades, sendo 23 capitais, confirmaram participação no evento, com mais de 450 monumentos e prédios públicos incluídos.

No Rio de Janeiro, o Museu do Amanhã, os Arcos da Lapa e a Igreja da Penha apagaram suas luzes no horário determinado. Em São Paulo, foi a Fonte Luminosa do Parque Ibirapuera e em Belo Horizonte, o Paço Municipal e a Praça da Bandeira.

Na lista estão ainda o Elevador Lacerda, em Salvador, a Estação Cabo Branco-Ciência, Arte e Cultura, em João Pessoa, o Marco Zero, no Recife, o Monumento ao Laçador, em Porto Alegre e em Brasília, o Instituto Ambiental e o Jardim Botânico.

Inspirar

O secretário-geral disse que a meta é focalizar os problemas que o planeta enfrenta e inspirar milhões de pessoas em todo o mundo a viverem de forma mais sustentável.

Ban afirmou que o planeta está entrando numa era de oportunidade. Segundo ele, se os países agirem juntos será possível criar um futuro com baixa emissão de carbono que o mundo precisa para um desenvolvimento sustentável, e uma vida de dignidade e estabilidade para todos.

Lançada em 2007, a " Hora do Planeta " se tornou um evento anual mobilizando milhões de pessoas a participar de um movimento pró-meio ambiente.

Pelo menos 178 países participaram das celebrações neste ano. Pelo menos 366 pontos turísticos espalhados pelo mundo também apagaram as luzes, entre eles estão o Portão de Brandeburgo, o prédio do Empire State, a Casa de Ópera em Sydney, na Austrália e o Coliseu de Roma.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud