27 milhões de pessoas no mundo sofrem de doenças relacionadas às drogas
BR

14 março 2016

Alerta foi feito pelo chefe do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, Unodc; Yury Fedotov afirmou que 200 mil pessoas morrem todos os anos por overdose ou outro problema médico causado pelos narcóticos.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O diretor-geral do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, Unodc, Yury Fedotov, afirmou que 27 milhões de pessoas no mundo sofrem de doenças relacionadas ao uso de drogas.

A declaração foi feita, esta segunda-feira, durante a abertura da 59ª Sessão da Comissão sobre Narcóticos, que está sendo realizada em Viena. O encontro acontece um mês antes da Sessão Especial da Assembleia Geral da ONU sobre o problema mundial das drogas.

Overdose

Fedotov disse que quase 200 mil pessoas morrem todos os anos por overdose ou outros problemas médicos causados pelos narcóticos. Aproximadamente 13% dos usuários de drogas injetáveis estão infectados com HIV, comparado com menos de 1% da população geral.

Além disso, a incidência de hepatite C entre as pessoas que usam drogas injetáveis passa de 50%.

O chefe do Unodc declarou que as medidas de prevenção, tratamento e reabilitação continuam muito baixas em várias partes do mundo.

A Comissão sobre Narcóticos vai considerar importantes resoluções que lidam com os problemas causados pelas drogas, que incluem prevenção e tratamento.

Os integrantes do grupo vão também avaliar o impacto de novas substâncias psicoativas, fortalecer parcerias regionais e internacionais para o controle das drogas e a cooperação com a comunidade científica e organizações da sociedade civil.

Ópio

Entre os desafios gerados pelo tráfico de drogas, Fedotov citou os perigos da produção e tráfico de ópio do Afeganistão; a fragilidade de regiões como o leste e o oeste da África e a violência na América Central.

Ele mencionou ainda a cooperação crescente entre o crime organizado e extremistas violentos que lucram com o tráfico de drogas ilícitas e a proliferação de novas substâncias psicoativas.

O processo da Sessão Especial da Assembleia Geral da ONU sobre o problema mundial das drogas serviu para reforçar a importância para o desenvolvimento de políticas relacionadas às drogas.

A Agenda de Desenvolvimento Sustentável 2030 fornece a base para uma ação ampla no sentido de ligar o desenvolvimento social e econômico à saúde, boa-governança e Estado de direito.

Leia Mais:

Apenas um entre seis usuários de drogas recebe tratamento

Universidade da ONU lança relatório sobre política global de drogas

Cultivo de ópio no Afeganistão cai 19% após seis anos de alta

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud