Soldado de paz sul-africano morre em ataque ocorrido em Darfur

10 março 2016

Incidente foi causado por grupo armado desconhecido a 40 km da vila de Kutum; ONU e União Africana querem investigação rápida sobre episódio; conflito na região sudanesa já matou mais de 300 mil pessoas e deslocou 2,6 milhões.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As Nações Unidas anunciaram esta quinta-feira a morte de um soldado de paz sul-africano e o ferimento de um outro, num ataque ocorrido na região sudanesa de Darfur.

O porta-voz do secretário-geral, Stephane Dujarric, disse a jornalistas que as tropas viajavam da área de Kutum para Djarido, quando foram atacadas por um grupo armado desconhecido a 40 quilómetros do ponto de partida em Darfur do Norte.

Missão

Falando em Nova Iorque, o representante disse que a presidente da Comissão da União Africana, Nkosazana Dlamini-Zuma, e o chefe da ONU, Ban Ki-moon, condenaram o ataque de quarta-feira contra os elementos da Missão da ONU e da UA na região sudanesa.

Força Sul-africana

Ambos expressaram condolências à família do soldado falecido e ao Governo da África do Sul, em nota que deseja uma rápida recuperação ao ferido. Um contingente de cerca de 800 homens compõe a força sul-africana na área.

O apelo às partes em conflito é que respeitem a integridade da força de paz em Darfur. Zuma e Ban também pediram às autoridades sudanesas que investiguem rapidamente o ataque e levem os responsáveis à justiça.

Emboscada

Agências de notícias  informaram que a patrulha foi vítima de uma emboscada quando acompanhava um comboio de auxílio humanitário.

De acordo com as Nações Unidas, os 13 anos de conflito na região sudanesa já provocaram mais de 300 mil mortos e 2,6 milhões de deslocados.

Leia Mais:

Sudão: confrontos em Jebel Marra já desalojaram mais de 100 mil pessoas

Agravamento da violência em Darfur preocupa ONU e União Africana

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud