Síria: “situação é frágil, mas progresso é visível”
BR

3 março 2016

Avaliação é do enviado especial da ONU para o país, Staffan de Mistura; acordo de suspensão de hostilidades entrou em vigor à meia noite de sábado, horário de Damasco.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

O acordo de suspensão de hostilidades na Síria entrou em vigor há seis dias e, segundo o enviado especial da ONU para o país, Staffan de Mistura, “o nível de violência foi muito reduzido”.

“Perguntem ao povo sírio”, disse de Mistura nesta quinta-feira, em Genebra, falando a jornalistas que, em geral, a suspensão de hostilidades está funcionando.

Progresso Visível

O enviado especial afirmou, no entanto, que “infelizmente, há diversos lugares onde os combates continuaram, mas estão sendo contidos”. Ele citou partes de Homs e Damasco, entre outras cidades.

Para de Mistura, a situação pode ser resumida como “frágil, sendo que o sucesso não está garantido, mas o progresso tem sido visível”. E repetiu: “perguntem aos sírios”.

Assuntos Humanitáios

Ele ressaltou ainda que, “além de não verem mais bombas”, os sírios “querem ver comida e medicamentos”.

As ações da ONU para entregar ajudar humanitária dentro da Síria continuam, com mais de 4 milhões de pessoas ainda nas chamadas “áreas de difícil acesso” e outras 500 mil em locais sitiados.

De acordo com o conselheiro do enviado especial das Nações Unidas, Jan Egeland, houve avanços na entrega de ajuda onde é necessário, graças à criação nas últimas semanas de uma força-tarefa humanitária, liderada pela ONU.

Até o momento, mais de 230 caminhões chegaram a seus destinos e forneceram ajuda suficiente para 115 mil pessoas.

Até o fim da semana, a expectativa é que ajuda chegue a mais áreas sitiadas, no entanto, alguns locais permancem “fora de alcance” por terra.

Lançamentos Aéreos

Entre elas, está Deir Ez Zor, uma cidade no leste do país onde cerca de 200 mil pessoas, principalmente mulheres e crianças estão sob controle do grupo Estado Islâmico do Iraque e do Levante, Isil.

Egeland afirmou que o envio de comida à cidade através de paraquedas tem se mostrado “muito difícil”, mas os esforços continuam. Ele explicou que esta é a primeira operação de lançamento aéreo deste tipo em altitude tão alta.

As conversações de paz sobre o país devem ser retomadas no dia 9 de março, em Genebra.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud