Relatora da ONU vai ao Brasil checar se direitos dos indígenas são respeitados
BR

3 março 2016

Victoria Tauli-Corpuz chega ao país na segunda-feira, onde fica por 10 dias avaliando “desafios imensos de uma população relativamente pequena”; objetivo é checar se recomendações feitas em 2008 foram seguidas.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

A relatora especial das Nações Unidas sobre os direitos dos povos indígenas chega ao Brasil na próxima segunda-feira, onde ficará até o dia 17 de março. Victoria Tauli-Corpuz irá avaliar se os direitos dos povos nativos estão sendo respeitados e se as recomendações feitas ao Brasil em 2008 estão sendo seguidas.

Tauli-Corpuz afirmou que a “população indígena no Brasil é relativamente pequena, mas os desafios que ela enfrenta são enormes”. Ela irá checar estatutos ligados aos povos nativos, quais os impactos de projetos de desenvolvimento de larga escala, e a situação de demarcação e proteção de terras, como no caso da Raposa Serra do Sol.

Estados

A saúde dos indígenas também é uma preocupação da relatora, que visita o Brasil a convite do governo e passará por Brasília, Mato Grosso do Sul, Bahia e Pará.

Ela se reunirá com o representantes do governo, funcionários da ONU e de organizações da sociedade civil e de direitos humanos. Victoria Tauli-Corpuz também visitará comunidades indígenas para ouvir quais são seus problemas e suas preocupações.

Iniciativas

Segundo ela, o momento é oportuno para conversar com indígenas e checar desafios atuais e para identificar iniciativas do governo, da sociedade civil e de líderes indígenas.

Ao final da visita, no dia 17 de março, Tauli-Corpuz concederá uma coletiva de imprensa na Casa da ONU em Brasília. Um relatório com suas conclusões e recomendações será apresentado ao Conselho de Direitos Humanos em setembro.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud