Enviado da ONU condena atentados na Síria
BR

22 fevereiro 2016

Staffan de Mistura afirmou que ataques em Damasco e Homs mataram e feriram mais de 100 pessoas; grupo Estado Islâmico do Iraque e do Levante, Isil, assumiu a responsabilidade pelos atentados.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O enviado especial da ONU para a Síria condenou fortemente os ataques a bomba neste domingo em duas cidades do país, Damasco, a capital, e em Homs.

Em comunicado, Staffan de Mistura criticou mais uma série de explosões de carros-bomba e ações de terroristas suicidas que mataram e feriram mais de 100 pessoas, incluindo crianças.

Daesh/Isil

De Mistura afirmou que o grupo Estado Islâmico do Iraque e do Levante, Isil, ou Daesh, pela nomeclatura em árabe, assumiu responsabilidade pelos atentados terroristas.

Segundo as agências de notícias, pelo menos 140 pessoas morreram em pelo menos quatro explosões em Damasco e em duas explosões de carros-bomba em Homs.