Kinshasa debate impulso do setor privado para estabilidade dos Grandes Lagos

22 fevereiro 2016

Evento apoiado pela ONU vai expor negócios de sucesso e oportunidades de investimento; promoção da estabilidade e da paz é uma das metas para a área marcada por vários conflitos.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

As oportunidades de investimento na região africana dos Grandes Lagos são abordadas esta semana por delegações de países, investidores do setor privado e outras partes interessadas.

As Nações Unidas organizam o evento a partir desta quarta-feira, em Kinshasa, em parceria com a Conferência Internacional da Região dos Grandes Lagos e o Governo da República Democrática do Congo, RD Congo.

Cooperação

A Conferência de Investimento do Setor Privado para a Região dos Grandes Lagos surge dois anos depois da reunião de líderes africanos do Acordo de Paz, Segurança e Cooperação Regional.

A área com cerca de 107 milhões de habitantes, é considerada uma das mais densamente povoadas do continente e é marcada por vários conflitos.

As discussões da capital congolesa devem envolver oportunidades em setores essenciais como agricultura, energia, finanças, tecnologias de informação e comunicação, infraestrutura, mineração e turismo.

Estabilidade e Paz

A expetativa é que os participantes reforcem a cooperação económica, ampliem oportunidades comerciais e a criação de empregos além de contribuírem para a estabilidade e a paz a longo prazo na região.

Em dois dias serão expostos negócios de sucesso e oportunidades de investimento além de se partilhar informação sobre os potenciais investidores e o clima de investimento.

*Apresentação: Denise Costa.

Leia Mais:

Ocha fala do impacto de “cada dólar gasto” sobre carenciados na RD Congo

RD Congo regista 143 violações de direitos humanos antes das eleições