OMS defende "novas técnicas" para combater o Aedes aegypti

17 fevereiro 2016

A Organização Mundial da Saúde, OMS, lançou uma estratégia de resposta e um plano de operações conjunto para combater o vírus zika.

O objetivo é orientar a resposta internacional contra a propagação do vírus e dos problemas neonatais e condições neurológicas, como a microcefalia e a síndrome Guillain-Barré, que causa paralisia.

A agência da ONU afirmou que vai precisar de US$ 56 milhões, o equivalente a mais de R$ 200 milhões, para implementar a estratégia. Desse total, US$ 25 milhões vão ser destinados aos escritórios da OMS e da Organização Pan-Americana de Saúde, Opas, nas regiões afetadas.

Confira mais detalhes com Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York, para o Jornal da GloboNews.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud