Nigéria: Ban deplora ataques em acampamento de deslocados

11 fevereiro 2016

Explosões ocorreram no estado de Borno e são atribuídas ao Boko Haram; agências de notícias informaram que explosivos teriam sido transportados por mulheres.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O secretário-geral condenou o duplo ataque suicida atribuído a suspeitos elementos das milícias Boko Haram no estado nordestino de Borno, na Nigéria.

Agências de notícias informaram que pelo menos 56 pessoas perderam a vida nos atos, que teriam sido perpetrados por mulheres que transportaram explosivos para o interior de um campo de refugiados na terça-feira.

Terrorismo

Ban lamenta as mortes e os ferimentos causados a várias pessoas na nota em que expressa a sua solidariedade para com o governo, o povo e as famílias enlutadas da Nigéria.

O apelo do secretário-geral é que cessem todos os atos de terrorismo e de violência sectária no país africano.

Abordagem

A nota reafirma o apoio das Nações Unidas às autoridades nigerianas na sua luta contra o terrorismo.

O chefe da ONU pede também uma abordagem abrangente para prevenir e combater o fenómeno e as suas causas, observando o direito internacional humanitário e relativo aos direitos humanos e refugiados.

Leia Mais:

Ban diz que comunidade internacional deve agir para prevenir crises

Conselho de Segurança pede maior cooperação para combater o Boko Haram 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud