Agência da ONU fornece comida aos sírios que fogem da violência em Alepo
BR

9 fevereiro 2016

Programa Mundial de Alimentos iniciou distribuição; comboios saem da Turquia e seguem para o noroeste da Síria; meta é alimentar 21 mil pessoas nos próximos dias.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O Programa Mundial de Alimentos, PMA, anunciou esta terça-feira que começou a distribuir comida a pessoas deslocadas pela recente alta da violência em Alepo, no norte da Síria.

As famílias recebem lentilha, trigo, massa, feijão branco, grão de bico, óleo, açúcar e farinha, em quantidade suficiente para um mês. O PMA também está enviando alimentos prontos para o consumo, incluindo comida enlatada, para as pessoas que não tem acesso a fogões.

Comboio

Os alimentos foram transportados em comboios que saíram da Turquia em direção a uma cidade próxima a Alepo. Nos próximos dias, a distribuição de comida deve beneficiar 21 mil pessoas.

O PMA destaca que mais alimentos seguem para a região, para aliviar as necessidades urgentes da nova onda de pessoas deslocadas pelo conflito. O diretor da agência na Síria declarou que a situação é frágil, porque as famílias em Alepo estão buscando abrigo seguro.

Acesso

Jakob Kern revelou que o PMA está muito preocupado já que o acesso a rotas do norte para o leste da cidade foi cortado. Mas a agência está se esforçando para entregar comida a todos que precisam, utilizando a fronteira com a Turquia.

Mais de 30 mil pessoas estão se deslocando na região de Alepo e a maioria tenta seguir para a fronteira com a Turquia. O PMA pede aos lados em conflito para facilitarem o acesso a essas comunidades, garantindo assim que a ajuda seja entregue às famílias.