Chefe da ONU saúda acordo sobre transição no Haiti
BR

7 fevereiro 2016

Secretário-geral destaca que pacto vai permitir que ciclo eleitoral termine rápido; novo presidente deve dirigir o país após fim do mandato de Michel Martelly este domingo.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque. 

O secretário-geral saudou um acordo assinado no Haiti que prevê medidas para que as instituições continuem a funcionar e um plano para o fim do ciclo eleitoral.

Segundo agências de notícias, os políticos do país concordaram num governo de transição para evitar um vazio de poder. Um presidente deverá dirigir o país em quatro meses com o fim do mandado de Michel Martelly este domingo.

Corrida

Em janeiro foi cancelada a votação para a segunda parte das eleições presidenciais haitianas. A corrida devia envolver os candidatos Jude Celestin e Jovenel Moise.

Ban reconhece que o pacto está no espírito da Constituição do Haiti e apela a todos os envolvidos a executa-lo para garantir a transferência democrática de poder para autoridades eleitas.

Desafios

Aos envolvidos, Ban encoraja a sua continuação no diálogo construtivo para levar o seu país em direção a um futuro estável e democrático, o qual considera essencial para enfrentar os desafios que se colocam ao Haiti.

O secretário-geral apela que sejam promovidas medidas para a calma e a estabilidade na nota que reafirma o compromisso de total apoio das Nações Unidas ao povo haitiano para cumprir as suas aspirações democráticas.

Leia Mais:

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud