ONU condena ataques no Paquistão e nos Camarões
BR

14 janeiro 2016

Ações ocorreram nesta quarta-feira; secretário-geral reiterou que “nada justifica o terrorismo”; no país africano, responsáveis seriam supostos integrantes do grupo Boko Haram.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou o atentado suicida que matou pelo menos 15 pessoas e deixou 25 feridos na cidade de Quetta, no Paquistão.

A explosão ocorreu próximo a um centro para erradicação da poliomielite.

Injustificável

Em nota, o chefe da ONU reiterou que “nada justifica o terrorismo” e fez um apelo ao governo paquistanês para que tome todas as medidas necessárias para levar os responsáveis à justiça rapidamente.

Em outro comunicado, Ban também condenou o atentado suicida que ocorreu no mesmo dia em uma mesquita na aldeia de Kouyape, nos Camarões.

O secretário-geral afirmou que o ataque “cometido por supostos integrantes do grupo Boko Haram” resultou na morte de cerca de 13 pessoas.

Combate ao Terrorismo

O chefe da ONU também reiterou seu pedido por uma abordagem abrangente à prevenção e ao combate ao terrorismo, debatendo suas causas e de acordo com leis internacionais humanitárias, de direitos humanos e sobre refugiados.

Ao mesmo tempo, Ban saudou a realização da Conferência de Doadores da União Africana, que será em 1º de fevereiro, em Adis Abeba, na Etiópia.

O objetivo do encontro é mobilizar recursos para o combate ao grupo terrorista Boko Haram.

Leia Mais:

Unicef: 1 em cada 4 crianças em zonas de conflito está fora da escola | Rádio das Nações Unidas

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud