Unicef apoia processo eletrónico para registar nascimentos em Moçambique

12 janeiro 2016

Em entrevista à Rádio ONU, representante da agência em Moçambique apontou  2016  como ano de ampliar e materializar atividades e oportunidades para crianças vulneráveis no país.

Ouri Pota da Rádio ONU em Maputo.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, reafirmou o apoio ao governo de Moçambique para o registo de nascimentos através do uso de tecnologia móvel para notificar nascimentos.

As declarações foram feitas pelo representante da agência no país, Marcoluigi Corsi, em conversa com a Rádio ONU em Maputo.

Serviços Sociais

A agência defende o registo de nascimento como um direito humano fundamental e requisito essencial para o acesso a serviços sociais básicos como a educação e a proteção social.

“Acredito que todo o trabalho que se esta a fazer sobre o registo de nascimento que agora esta a nivele eletrónico e digitalizado já esta concretizado par que se possa fazer o lançamento em todo pais, simplesmente com uma tecnologia móvel para registar os nascidos no sistema de registo.

O representante do Unicef considera o ano 2016 um período de "enormes desafios" e cita as expectativas.

Nascimento

A percentagem de menores de cinco anos com nascimento registado evoluiu de 31% em 2008 para 48% em 2011, de acordo com dados da agência

“2016 possa ser um ano onde se vão materializar as oportunidades e as atividades que podem também ligar as crianças mais vulneráveis às oportunidades que o governo e os parceiros estão a criar para as crianças em Moçambique.”

Em Moçambique, o Unicef está a apoiar o Governo na melhoria do registo civil e das estatísticas vitais como um todo.

Os esforços são levados a cabo em parceria com entidades como o Banco Mundial, o Banco Africano de Desenvolvimento e várias agências das Nações Unidas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud