Cerca de 400 mil iraquianos abrigados em locais não apropriados para o inverno

6 janeiro 2016

Deslocados abandonaram as suas casas devido aos confrontos em Ramadi; Acnur pretende apoiar mais de meio milhão de desabrigados em todo o país.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Escritório da ONU de Assistência Humanitária, Ocha, anunciou que 400 mil pessoas vivem em abrigos pouco adequados para o inverno devido aos combates em curso em áreas de Ramadi, na província iraquiana de Anbar.

A entidade aponta as dificuldades de financiamento como um sério obstáculo para garantir uma resposta às necessidades das vítimas. Cerca de 780 mil pessoas carecem de artigos domésticos essenciais para sustentar a vida na temporada.

Ramadi

Um exemplo é o recém-criado acampamento de Al Qaser, que acolhe 135 famílias fugidas dos combates. Mais de 6 mil famílias que abandonaram Ramadi na primavera estão abrigadas na cidade turística de Habbaniya.

Para prestar assistência neste inverno, o Fundo da ONU para a Infância, Unicef, distribui roupas quentes para as crianças.

A Organização Internacional para Migrações, OIM, ajudar na entrega de combustível e de outros artigos domésticos essenciais.

Neve após Cheias

O Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, e os seus parceiros pretendem apoiar 585 mil deslocados internos em todo o Iraque. O plano é que 32 mil refugiados sírios recebam assistência de inverno, juntamente com os iraquianos.

Em dezembro, a província curda de Sulaymaniyah registou queda de neve depois ter sido assolada por fortes chuvas e inundações em vários locais que acolhem refugiados da Síria.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud