Entrevista: Angola nas Nações Unidas em 2015 – Parte 1

30 dezembro 2015

O embaixador de Angola junto às Nações Unidas disse à Rádio ONU que o Conselho de Segurança esteve ativo, mas não suficientemente "contundente e assertivo" na sua vontade de impor soluções para ajudar a resolver conflitos.

Em  2015, o país iniciou o mandato de dois anos como membro não-permanente no órgão. No período, foram eleitos os africanos Egito e Senegal para substituir o Ruanda e a Nigéria no próximo ano.

As decisões do Conselho sobre conflitos globais também são abordados nesta entrevista, a partir de Luanda, em que Martins faz uma revista do ano.

A conversa destaca como a comunidade internacional pode evitar uma guerra civil no Burundi, onde o diplomata alerta que o "genocídio" pode ser o impacto mais grave da violência em curso.

O diplomata fala da coordenação da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Cplp, nas Nações Unidas e de "pequenas crises" políticas em Estados-membros que afetaram a ação do bloco lusófono durante o ano.

Acompanhe a conversa com Eleutério Guevane.

Duração: 15' 57".

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud