Sul-africano substitui brasileiro no comando de forças de paz na RD Congo

30 dezembro 2015

Derick Mbuyiselo Mgwebi tem 35 anos de experiência na defesa; secretário-geral da ONU realça contribuição significativa do general Carlos Alberto dos Santos Cruz nos dois anos e meio à frente da maior missão de paz do mundo.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O tenente-general Derick Mbuyiselo Mgwebi da África do Sul vai substituir o general Carlos Alberto dos Santos Cruz, do Brasil, como comandante das Forças da Missão da ONU na República Democrática do Congo, Monusco.

Foi a 2 de dezembro que o brasileiro cessou funções na maior operação de paz da organização no mundo. O pessoal uniformizado da Monusco é composto por mais de 18,6 mil homens, que incluem soldados e militares.

Experiência

Em nota, o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, assinala a "contribuição significativa" do comandante-cessante durante os últimos dois anos e meio.

Ban também destaca os 35 anos de experiência de Mgwebi na área militar. O recém-nomeado é atualmente chefe de Operações Conjuntas das Forças de Defesa Nacional da África do Sul.

Mgwebi diplomou-se em gestão da Defesa e Administração de Empresas. Entre  2004 a 2006 liderou a Força da Operação das Nações Unidas no Burundi antes de dirigir os Recursos Humanos das Forças de Defesa sul-africanas.

*Apresentação: Denise Costa.

Leia Mais:

Retrospectiva 2015: o ano nas Missões de Paz da ONU

Clip: General Carlos Alberto dos Santos Cruz na ONU

Entrevista: a voz de comando da maior força militar da ONU

Missão da RD Congo “pode influenciar futura atuação mundial das forças de paz”