Agência da ONU começa entrega de assistência alimentar na Líbia

23 dezembro 2015

Programa Mundial de Alimentação, PMA, e seus parceiros devem entregar 1,3 mil toneladas a quase 5 mil famílias deslocadas; de acordo com o Plano de Resposta Humanitária 2016 para o país, cerca de 2,4 milhões de pessoas precisam de assistência e proteção.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Programa Mundial de Alimentação, PMA, e seus parceiros começaram a entregar cerca de 1,3 mil toneladas de assistência alimentar a comunidades no leste e no oeste da Líbia.

A informação foi dada a jornalistas na sede da ONU, em Nova Iorque, pelo porta-voz do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

Famílias Desalojadas

Segundo Farhan Haq, a estimativa é chegar a quase 5 mil famílias deslocadas.

A agência precisa de US$ 47,7 milhões para fornecer ajuda nas áreas mais afetadas em 2016.

Assistência e Proteção

O porta-voz afirmou ainda que, de acordo com o recém-lançado Plano de Resposta Humanitária 2016 para a Líbia, cerca de 2,4 milhões de pessoas precisam de assistência e proteção.

Isto inclui aproximadamente 500 mil deslocados internos. Estimativas são de que 1,3 milhão de líbios permaneçam em situação de insegurança alimentar.

Acordo Político

Na semana passada, o enviado especial da ONU para a Líbia, Martin Kobler, afirmou que os representantes de vários setores e facções líbios firmaram um acordo político para solucionar a crise no país.

A cerimônia ocorreu em 17 de dezembro, na cidade de Skhirat, no Marrocos. O conflito na Líbia começou com a revolução de 2011 e a situação piorou nos últimos meses devido à fragmentação política e à violência.

Leia Mais:

Líbia: tráfico e recrutamento forçado de crianças destacados em plano de apoio

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud