Para representante da ONU, crise síria é “mancha na consciência coletiva”

14 dezembro 2015

O subsecretário-geral da ONU para Assuntos Humanitários terminou nesta segunda-feira uma visita à Síria. Na capital Damasco, Stephen O’Brien declarou que a crise no país é “uma mancha na consciência coletiva” e uma “situação inaceitável”.

O chefe humanitário da ONU fez um apelo à comunidade internacional, para que apoie as operações no país em 2016. Para isso, a organização calcula serem necessários US$ 3,2 bilhões.

Esse foi o assunto desta segunda-feira na Globonews TV. Acompanhe a reportagem com Edgard Júnior.