Agências da ONU relançam programa para famílias sírias na Jordânia
BR

14 dezembro 2015

Com chegada do inverno rigoroso na região, Unicef e PMA voltam a fornecer assistência em dinheiro aos refugiados que vivem em acampamentos; objetivos é que comprem roupas de frio; mais de 51 mil crianças serão beneficiadas.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O inverno rigoroso está se aproximando na Síria e na região e duas agências da ONU relançaram um programa de assistência em dinheiro para famílias refugiadas.

A ideia é que os civis abrigados nos acampamentos de Zaatari e Azraq, na Jordânia, possam ter dinheiro para comprar roupas apropriadas para o frio. A iniciativa é do Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, e do Programa Mundial de Alimentos, PMA.

Metas

O representante do Unicef, Robert Jenkis, declarou que a prioridade da agência neste inverno é “garantir que as famílias vulneráveis possam manter suas crianças aquecidas, saudáveis e ativas”.

Este é o segundo ano em que o Unicef e o PMA fazem a parceria. Serão fornecidos 20 dinares jordanianos para cada uma das mais de 51,8 mil crianças sírias nos dois acampamentos. A quantia equivale a cerca de US$ 28.

Depósito

O valor será depositado em cupons eletrônicos e os cartões serão entregues para as famílias comprarem botas, luvas, casacos e outros itens nos mercados que existem dentro dos acampamentos.

Segundo as agências da ONU, os sírios foram avisados da novidade por meio de pôsteres, flyers e mensagens de texto via celular. O PMA já fornece mensalmente cupons eletrônicos para que as famílias de refugiados na Jordânia consigam comprar comida.

Alemanha

Nesta segunda-feira, o Unicef também anunciou uma nova parceria com a Alemanha, país que já recebeu mais de 300 mil menores refugiados e migrantes neste ano.

Juntos, o governo alemão e a agência da ONU vão montar planos específicos para monitorar o bem-estar das crianças refugiadas.

Algumas das metas: identificar crianças em risco; apoiar o processo de aprendizado e o acesso a serviços de aconselhamento; prevenir violência e abusos; fornecer apoio técnico nos centros de acolhida e melhorar a coleta de dados dos refugiados que chegam à Alemanha.

Leia Mais:

 Relatório revela exploração de migrantes no Norte de África

Condições do clima pioram, mas refugiados continuam chegando à Grécia

Primeiro grupo de refugiados da Síria chega ao Canadá

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud