Onusida fecha nova parceria em prol de serviços de HIV na África Subsaariana

14 dezembro 2015

Acordo com a Federação Internacional para Paternidade Planeada pretende garantir maior rapidez nas atividades no terreno; ações incluem serviços de saúde sexual e reprodutiva e realização de direitos sexuais e reprodutivos.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque. 

O Programa da ONU sobre HIV/Sida anunciou a assinatura de um memorando de entendimento com a Federação Internacional para Paternidade Planeada, Ippf, para acelerar o acesso aos serviços do vírus até 2020.

A África Subsaariana será o foco principal das chamadas ações de alto impacto previstas na parceria que devem incluir a advocacia, a prevenção e o tratamento.

Mães e Crianças

Entre as áreas abrangidas estão a integração de serviços de saúde sexual e reprodutiva, além de garantir que sejam realizados os direitos sexuais e reprodutivos dos beneficiários.

Os outros objetivos incluem travar novas infeções em crianças, garantir a terapia nas mães, expandir serviços de HIV para os jovens e permitir o acesso de  minorias sexuais e usuários de drogas à prevenção, ao tratamento, aos cuidados e outro tipo de apoio. 

Ação Conjunta

O Onusida destaca que o trabalho das duas entidades deverá garantir uma ação rápida e concreta no terreno.

A parceria pretende fazer avançar a meta da agência da ONU que prevê o fim da epidemia do HIV/Sida em 2030. A agência também intervém para o fim da discriminação contra seropositivos.

O Onusida executa a estratégia 90-90-90 para tratar 90% de pessoas que vivem com o HIV, para que 90% das pessoas que conhecem o seu estado positivo tenham acesso ao tratamento e que 90% dos que recebem tratamento tenham a carga viral indetetável.

Leia Mais:

Onusida preocupado com serviços de HIV/Sida para vítimas em emergências

África ainda tem 70% dos casos de infeção por HIV

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud