Setor privado cumpre promessa de investimento em ações climáticas
BR

4 dezembro 2015

Secretário-geral assistente sobre Mudança Climática afirmou que os programas de descarbonização estão seguindo o cronograma inicial; Janos Pasztor fez a declaração durante lançamento de um relatório na COP21.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral assistente da ONU sobre Mudança Climática, Janos Pasztor, afirmou que o setor privado está cumprindo com as promessas de financiamento em ações climáticas feitas durante a Conferência do Clima, realizada em setembro do ano passado.

Segundo Pasztor, o relatório “Tendências do Setor Privado para o Financiamento Climático”, lançado esta sexta-feira, na COP21 em Paris, mostra que os investimentos feitos pelas instituições financeiras estão atingindo vários pontos importantes.

Investidores e Empresas

São cerca de mil investidores e empresas empenhados em combater a ação climática com US$ 32 bilhões em ativos, o equivalente a mais de R$ 120 bilhões.

O documento mostra que os programas de descarbonização estão seguindo o cronograma planejado inicialmente. O objetivo é aumentar o financiamento para a criação de sociedades de baixo carbono e uma economia global sustentável.

Além disso, bancos e instituições financeiras estão realizando uma transição para investimentos em projetos de desenvolvimento sustentável e crescimento.

Eles estão alinhando suas políticas internas com os objetivos climáticos para que o mundo possa passar de uma economia baseada em combustíveis fósseis para uma de baixa emissão de carbono.

Leia Mais:

Acompanhe todas as notícias sobre a COP21

Ban otimista com COP21

Setor de transportes contribui com 25% das emissões de gases no mundo