Missão da ONU envia ajuda a hotel tomado por "terroristas" no Mali
BR

20 novembro 2015

Minusma anunciou assistência com segurança e recursos médicos a hotel invadido nesta sexta-feira em Bamako, capital do país; agências de notícias informaram que pelo menos três pessoas morreram e dezenas de reféns teriam sido libertados.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

A Missão das Nações Unidas no Mali, Minusma, informou esta sexta-feira que está apoiando as autoridades do país com reforços de segurança e recursos médicos enviados ao hotel invadido por "terroristas" na capital Bamako.

Segundo agências de notícias, três pessoas foram mortas a tiros e dois soldados  do exército do país foram feridos após a entrada de homens armados no Hotel Radisson Blu.

Reféns

De acordo com os relatos, as forças de segurança cercaram  o local e 137 pessoas estariam no interior do edifício.

O hotel é frequentado por representantes de companhias estrangeiras e tripulantes de linhas aéreas. As autoridades do Mali disseram pelo menos 30 reféns teriam sido libertados.

Atentado

Na nota, o representante especial do secretário-geral das Nações Unidas no  país, Mongi Hamdi, condenou o que chamou de "ataque terrorista" e expressou o seu apoio aos afetados pelo atentado.

No Mali, a ONU apoia o governo nas ações para restaurar a estabilidade e reconstruir o país, após uma série de eventos violentos ocorridos desde 2012.

Desde o período, o país sofreu um golpe militar, foi palco de combates entre o exército e rebeldes tuaregues e teve uma parte do território ocupada por forças extremistas radicais.

*Apresentação: Laura Gelbert.

Leia Mais:

Cerca de 30 ataques contra ONGs registados no Mali

Mulheres estão a liderar a recuperação do Mali

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud