ONU condena ataque que deixou dezenas de mortos na Nigéria

18 novembro 2015

Atentado em Yola, no norte do país, deixou pelo menos 30 mortos e 80 feridos; secretário-geral declarou que “nenhum objetivo político ou ideológico justifica a perda de vidas e o terror submetido aos civis”.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O secretário-geral das Nações Unidas condenou esta quarta-feira o ataque a bomba que resultou em dezenas de mortos e feridos esta terça-feira na Nigéria.

Segundo agências de notícias, mais de 30 pessoas perderam a vida no atentado suicida contra um mercado na cidade de Yola, no norte do país.

Milícias

De acordo com os relatos,  mais de 80 pessoas ficaram feridas após o ataque na área que é uma das mais afetadas pela ação das milícias Boko Haram.

Em nota emitida por seu porta-voz, Ban Ki-moon expressou condolências às famílias das vítimas, ao governo e à população da Nigéria. Ele desejou uma rápida recuperação aos feridos.

O chefe da ONU reiterou que “nenhum objetivo político ou ideológico, qualquer que seja, justifica a perda de vidas e o terror a que os civis estão a ser  submetidos”.

Combate ao Terrorismo

Ban também lembrou o apoio da ONU ao governo nigeriano em sua luta contra o terrorismo.

Segundo o secretário-geral, para ser eficaz, as ações devem ser compatíveis com as leis internacionais humanitárias, de direitos humanos e de refugiados.

*Apresentação: Eleutério Guevane.

Leia Mais:

Conselho de Segurança debate raízes de conflitos internacionais

Acnur: “refugiados não devem ser transformados em bodes expiatórios” | Rádio das Nações Unidas

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud