Ban elogia determinação da França em conter o terrorismo
BR

18 novembro 2015

Em ligação para o presidente François Hollande, secretário-geral da ONU reforça importância da Europa continuar a tratar os refugiados com compaixão; Ban Ki-moon também condenou ataque a bomba na Nigéria.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

O secretário-geral das Nações Unidas ligou para o presidente da França nesta quarta-feira. Ban Ki-moon voltou a condenar os ataques ocorridos na última sexta-feira em Paris e novamente enviou os pêsames ao governo e às famílias das vítimas.

Na conversa por telefone com François Hollande, Ban elogiou a “determinação da França em conter a grave ameaça do terrorismo internacional”. O chefe da ONU também notou o papel ativo do governo francês em mobilizar a comunidade internacional na luta contra os terroristas.

Compaixão

Ban Ki-moon disse ao presidente Hollande que muitos refugiados estão fugindo do extremismo e do terrorismo e destacou a importância da França e da Europa continuarem tratando os refugiados e os migrantes com compaixão e respeito aos seus direitos.

Agências de notícias informam que François Hollande anunciou que irá manter a política de acolhida e que a França poderá receber até 30 mil refugiados nos próximos anos.

Nigéria

Já na África, a cidade de Yola, na Nigéria, foi alvo de um ataque a bomba na terça-feira, ação condenada pelo secretário-geral da ONU. A explosão em um mercado matou pelo menos 30 pessoas.

Ban Ki-moon destaca que nenhuma ideologia política pode justificar a perda de vidas e o “terror” a que os civis estão sujeitos. Ban ofereceu ao governo da Nigéria todo o apoio da ONU na luta contra o terrorismo.

Leia Mais:

Conselho de Segurança debate raízes de conflitos internacionais

Acnur: “refugiados não devem ser transformados em bodes expiatórios”

Crise na Síria é "crônica de oportunidades perdidas", diz subsecretário-geral