Ban agradece apoio do Brasil à Agenda 2030
BR

10 novembro 2015

Secretário-geral fez a declaração em encontro com o ministro das Relações Exteriores brasileiro, Mauro Vieira, na Arábia Saudita; eles participam da 4ª Conferência dos Países Árabes e da América do Sul.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, agradeceu esta terça-feira o apoio do Brasil à Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável durante uma reunião em Riad, na Arábia Saudita.

Ban conversou com o ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, durante a 4ª Conferência dos Países Árabes e da América do Sul que está sendo realizada na capital saudita.

COP 21

No encontro, o secretário-geral disse à Vieira “esperar que os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável sejam implementados rápida e totalmente por todos os Estados-membros”.

Eles falaram sobre a a Conferência sobre o Clima, COP 21, que vai começar no fim do mês em Paris. Ban espera também que o Brasil continue exercendo um papel importante nesse processo.

O chefe da ONU citou o trabalho do país no apoio à paz e à segurança no Haiti através do comando da Missão de Estabilização das Nações Unidas, Minustah, como também na assistência ao desenvolvimento haitiano.

Síria

Ban e Vieira discutiram ainda o processo de paz na Colômbia e questões de paz e segurança na região.

Eles compartilharam suas preocupações com a situação na Síria e com as relações entre israelenses e palestinos.

Cooperação

Na abertura da conferência em Riad, o secretário-geral afirmou que o Oriente Médio e a América do Sul são regiões dinâmicas e com grande capacidade humana.

Ban disse que a diáspora árabe na América Latina é a maior do mundo, mais do que na Europa ou na América do Norte. Segundo ele, muitos presidentes latinoamericanos foram de descendência árabe.

O chefe da ONU explicou que essa história de harmonia e integração envia uma mensagem poderosa no momento em que o mundo luta contra a maior crise de refugiados desde a 2ª Guerra Mundial.

Ban encerrou o discurso dizendo que a cooperação entre os países árabes e latinoamericanos pode gerar muitos benefícios para essas regiões e para o resto do mundo.

O secretário-geral afirmou que o sistema da ONU está pronto para ajudar os países no que for necessário.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud