Ciclone Chapala causou três mortos e cerca de 40 mil deslocados no Iémen

4 novembro 2015

Nações Unidas revelam ter havido danos em 450 residências; ventos chegaram a 130 km/h; PMA distribuiu toneladas de biscoitos altamente energéticos; OMS entregou equipamentos  para hospitais e instalações de saúde.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Mais de 40 mil pessoas foram deslocadas ou temporariamente retiradas de áreas costeiras do Iémen devido ao Ciclone Chapala.

De acordo com o Escritório da ONU para Coordenação de Assuntos Humanitários, Ocha, os primeiros relatos apontam para três mortes e 34 feridos. Pelo menos 450 casas foram danificadas ou destruídas com a passagem da tempestade.

Mukalla

O Ocha indica que houve cheias de grande intensidade na cidade portuária de Mukalla, a quinta maior do país.

A Organização Meteorológica Mundial, OMM, disse que a tempestade ciclónica muito intensa chegou nas primeiras horas da madrugada de terça-feira a sudoeste de Ryan e próximo da cidade portuária de Mukalla.

Os ventos máximos sustentados foram de até 130 km/h com rajadas até 145 km/h. Chuvas pesadas e ondas também assolaram a área, que segundo agências de notícias é controlada pelas milícias al-Qaeda.

Ações de Resposta

Estima-se que pelo menos 1,1 milhão de pessoas que vivem principalmente nas províncias de Shabwah e Hadramaut sejam afetadas pelo ciclone.

De acordo com o escritório, várias agências humanitárias já têm os seus stocks posicionados nas áreas e lançaram ações de resposta.

Emergências

Nas áreas costeiras de Hadramaut, 90 casas foram destruídas e 12.750 pessoas foram obrigadas a abandonar as suas habitações.

Em Mukalla, o Programa Mundial de Alimentação, PMA, distribuiu cerca de 30 toneladas de biscoitos altamente energéticos para 25 mil pessoas durante três dias.

Equipas de emergência do Fundo da ONU na Infância, Unicef, estão a caminho das duas áreas.

Por outro lado, a Organização Mundial da Saúde, OMS, entregou equipamentos para tratar pacientes com traumas, emergências e diarreia em vários  hospitais e instalações de saúde.

Leia Mais:

OMS prepara-se para lidar com impacto de ciclone que se aproxima do Iémen

Segurança alimentar a piorar rapidamente no Iémen

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud