Novo censo agrícola começa em 2016 para reunir informações sobre o setor
BR

3 novembro 2015

Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, publicou nesta terça-feira orientações para ajudar governos na realização de seus recenseamentos nacionais; para agência, dados são fundamentais para impulsionar políticas em prol do desenvolvimento agrícola e rural.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Uma nova rodada global de recenseamento agrícola, feita pelos países, está marcada para começar em 2016.

O processo de coleta de dados, em larga escala, vai reunir informações e estatísticas sobre o setor agrícola mundial.

FAO

Para apoiar a iniciativa, a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, publicou nesta terça-feira uma série de orientações atualizadas.

O objetivo é dar assistência aos governos na realização de seus censos agrícolas nacionais, adaptada a diversas necessidades e capacidades dos países.

Esta é a última edição das orientações que a FAO fornece a cada 10 anos.

Desenvolvimento

Segundo a agência, estes recenseamentos são fundamentais para os governos implementarem políticas para impulsionar o desenvolvimento agrícola e rural.

A informação vai ajudar em programas para garantir o acesso à terra, melhorar a segurança alimentar e reduzir os impactos ambientais adversos das atividades agrícolas.

Para a FAO, os dados do censo também são essenciais para o setor privado tomar decisões que guiem seus investimentos em atividades do agronegócio.

Efeito Estufa

Com base nas experiências dos países e lições aprendidas nas décadas anteriores, as novas orientações são parte do Programa Mundial para o Censo da Agricultura, que cobre o período entre 2016 e 2025.

A iniciativa é coordenada pela FAO. Pela primeira vez, o novo censo fornece orientação sobre como obter e integrar dados sobre pesca e sobre emissões de gases que causam o efeito estufa e a amônia produzidas por atividades agrícolas.

Tecnologia

As novas recomendações da agência defendem um uso intenso de tecnologias de infomação e comunicação nas operações de todos os recenseamentos.

Aplicativos móveis e outras ferramentas de disseminação também podem garantir acesso mais amplo aos resutados do censo e, assim, ajudar na tomada de decisões com base nas informações.

Leia Mais:

OMC e FAO juntas para melhorar nutrição e acelerar desenvolvimento

Dia Mundial da Alimentação destaca proteção social e agricultura

FAO quer mais participação na governação para o fim da fome na Cplp

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud