Segurança alimentar a piorar rapidamente no Iémen

2 novembro 2015

Entre 22 províncias, 10 são classificadas em nível de emergência, apenas um nível abaixo da declaração de fome; PMA pede acesso seguro de equipas humanitárias para a entrega de alimentos aos civis.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque. 

O Programa Mundial de Alimentação, PMA, afirma que a fragilidade da segurança alimentar no Iémen está a piorar rapidamente. Entre as 22 províncias do país, 10 foram classificadas como emergência, apenas um nível abaixo do estado oficial de fome.

As organizações humanitárias precisam movimentar-se livremente e com segurança no país. O pedido do PMA leva em conta todos os iemenitas que necessitam, com urgência, de comida, antes que a crise torne-se mais profunda.

Ataques

O Iémen tem uma das taxas mais altas de má-nutrição em crianças do mundo. Atualmente, uma entre cinco pessoas do país sofre de insegurança alimentar de forma severa e necessita urgente de assistência.

Segundo o PMA, a situação no país continua tensa. Ataques aéreos e confrontos no solo continuam, o que dificulta a habilidade da agência da ONU entregar comida.

O acesso pelas rodovias de Taiz até Sanaa é especialmente afectado pela insegurança e pelo conflito. Mas apesar dos desafios considerados “colossais”, o PMA está a conseguir ajudar em média 1 milhão de pessoas todos os meses.

Ciclone

Em setembro e outubro, a agência conseguiu ampliar a resposta humanitária e forneceu alimentos a  mais de 2,5 milhões no Iémen. Ao mesmo tempo, o Escritório da ONU para Coordenação de Assuntos Humanitários, Ocha, afirma que um ciclone de categoria 3 está a atingir a costa sul do país.

A expectativa é de que o ciclone passe por várias áreas do Iémen nesta terça-feira, com maior intensidade nas províncias de Shabwah e Hadhramaut. Juntos, os locais abrigam 1,8 milhão de habitantes e a maiora já necessita de apoio humanitário.

O Ocha e outras agências das Nações Unidas já estão a posicionar itens de ajuda em preparação para o ciclone.

Leia Mais:

Ocha pede mais ajuda para pessoas afetadas pelas crises em África

Ban condena ataques aéreos que destruíram hospital no Iêmen

Apesar do conflito, refugiados continuam a chegar ao Iémen

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud