PMA aumenta ajuda a refugiados sírios
BR

28 outubro 2015

Agência da ONU elevou o valor dos vales dados aos sírios que estão vivendo na Jordânia e no Líbano; organização retomou também assistência financeira que havia sido cancelada em setembro por falta de fundos.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Programa Mundial de Alimentos, PMA, anunciou o aumento dos vales eletrônicos financeiros para os refugiados sírios que vivem na Jordânia e no Líbano.

Eles vão receber agora da agência da ONU US$ 21 por pessoa, em média, por mês, o equivalente a R$ 80.

Assistência

O PMA está retomando também a assistência a 229 mil refugiados sírios na Jordânia, cuja ajuda havia sido suspensa em setembro por falta de dinheiro.

O porta-voz da ONU, Stephane Dujarric disse que isso só foi possível porque a agência recebeu novas doações e dessa forma terá condições de continuar ajudando os refugiados sírios até janeiro do ano que vem.

Dujarric afirmou que “sem fontes de recursos previsíveis, o PMA talvez não tenha condições de fornecer comida as pessoas mais vulneráveis por mais de dois meses”.

Ao mesmo tempo, dentro da Síria, o PMA continua entregando alimentos a mais de 4 milhões de pessoas. Devido à crise de fundos e para continuar atendendo ao mesmo número de pessoas, as porções de comida são menores do que as que eram dadas anteriormente.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud